©2019 por coLAB urbis. Orgulhosamente criado com Wix.com

Buscar
  • coLABurbis

Almeere Oosterwold - Holanda

Atualizado: 17 de Set de 2019


Almeere Oosterwold é uma região rural no norte da Holanda, próxima a cidade de Almeere e à cidade de Zeewold. As autoridades locais contratar a empresa MVRDV para que esta criasse uma estratégia de desenvolvimento para a região, preservando o seu caráter agrícola. A solução encontrada por eles foi Freeland, como batizaram o projeto. Com uma filosofia de urbanismo faça-você-mesmo 2.0, a proposta fixa parâmetros que visam manter o caráter rural dos 43 km2: 18% construção, 8% ruas, 13% verdes públicos, 2% água e 59% agricultura urbana. A proposta visa explorar a criatividade do indivíduo, apostando na variedade de forma das casas e dos desenhos urbanos que a iniciativa pode fomentar. Normalmente as estratégias de planejamento urbano visam pensar o coletivo, as vias, as áreas públicas, os verdes públicos para então chegar ao lote. Essa lógica é invertida nessa proposta: a partir do desenho do lote é que se darão as vias, as áreas públicas e os verdes públicos.


Para ajudar nesse processo, algumas ferramentas são pensadas, dentre elas o HouseMaker©, um aplicativo que ajudaria as pessoas a construírem a própria casa, desde o design até custos e gastos com mão de obra e construção. O objetivo é construir um plano coletivamente, como um urbanismo orgânico, ou seja, espontâneo. Segundo os projetistas, o limite da liberdade de um está no momento que aquela liberdade prejudica o outro, “[Freeland] is based on common sense: you can do whatever you want, but do not harm others.” (MVRDV, 2019).


Outro ponto importante de ressaltar é que além da planta da sua casa, os Iniciadores, como são chamados aqueles que começam uma casa ou loteamento, devem desenvolver também a infraestrutura, o fornecimento de energia, o descarte de lixo, o armazenamento de água e parque públicos. Além de construir a própria casa, os iniciadores contribuem para o desenvolvimento do bairro e de parte da cidade. É possível fazer (quase) tudo, mas é necessário que se organize e solucione questões referentes ao coletivo.


O projeto já está sendo colocado em prática desde 2011. O corpo técnico do município de Almeere Oosterwod é o responsável pelo gerenciamento do território. Ele coleta informações, atualiza as plataformas, principalmente informando o que se passa no território aos residentes, também dá opiniões sobre determinados assuntos e aprova projetos. O trabalho ocorre em uma escala pequena, em 2018 o território comemorou seu 500º morador (Werner Brouwer, 2018). De qualquer forma, a infraestrutura tecnológica, que já estava presente na proposta com o aplicativo de construção, agora é presente na gestão. Além do mapa atualizado que é disponibilizado pelo município, há um manual de uso apresentando os princípios, as diretrizes, os procedimentos da proposta, além de questões práticas como iluminação pública, nomeação de vias e numeração de casas.


É interessante perceber que o planejamento tradicional holandês, se difere muito desta proposta. Ele é caracterizado principalmente pelo alto rigor e regras quanto aos parâmetros urbanísticos (MVRDV, 2019), portanto, o esforço dos planejadores urbanos em Oosterwold está sendo em criar uma comunidade que entenda e siga os princípios da proposta territorial, por isso o caráter educativo do manual de uso é imprescindível.



#urbanismo #urbanplanning #duchurbanism #planejamentourbano #holanda #mvrdv

15 visualizações